segunda-feira, 22 de março de 2010

MÓDULO 7 - MEMORIAL

A manifestação do interesse acerca da utilização e/ou implantação de novas tecnologias tem sido expressiva na atualidade. Sabe-se que um dos mais importantes “instrumentos” tecnológicos da atualidade é o computador, especialmente quando conectado a rede de ligação mundial: a internet. Este equipamento tem feito parte do cotidiano de muitas pessoas, empresas, grandes indústrias, redes bancárias e, inclusive, a escola, como uma tecnologia cada vez mais indispensável, pois, auxilia imensamente na execução das atividades, tornando-se tão usual quanto um controle remoto ou um telefone celular.

Goodman & Sproull (1990) definem tecnologia como “sendo o conhecimento de relações causa-efeito contido (embutido) nas máquinas e equipamentos utilizados para realizar um serviço ou fabricar um produto.” Para usuários leigos da palavra, tecnologia significa o conjunto particular de dispositivos, máquinas e outros aparelhos empregados na empresa para a produção de seu resultado.

Autores como Lima (1994), definem as tecnologias como:

"[...] muito mais que apenas equipamentos, máquinas e computadores. A organização funciona a partir da operação de dois sistemas que dependem um do outro de maneira variada. Existe um sistema técnico, formado pelas técnicas e ferramentas e utilizadas para realizar cada tarefa. Existe também um sistema social, com suas necessidades, expectativas, e sentimentos sobre o trabalho. Os dois sistemas são simultaneamente otimizados quando os requisitos da tecnologia e as necessidades das pessoas são atendidos conjuntamente. Assim, é possível distinguir entre tecnologia (conhecimento) e sistema técnico (combinação especifica de máquinas e métodos empregados para obter um resultado desejado)."


Neste memorial, trago uma reflexão sobre o uso das tecnologias no ambiente escolar, e, em especial, dos computadores. Estes são de grande importância não só para o trabalho da secretaria e/ou do setor administrativo, como também é de grande relevância para o desenvolvimento das atividades da equipe pedagógica, na elaboração de documentos burocráticos e principalmente no subsídio ao professor como campo de pesquisa.

A internet, em seus mais variados sítios, auxilia sobremaneira no acesso ao conteúdo sistematizado. Nela encontramos materiais didáticos de altíssimo nível, além de uma gama de propostas didáticas e pedagógicas, sugestões e orientações de como trabalhar em sala de aula determinados conteúdos. Evidentemente que, se de um lado, colabora com os recursos disponibilizados, por outro, verificamos a necessidade de um “filtro” do conteúdo que é oferecido pela rede, tendo em vista que muitos trabalhos, de forma não ética, plagiam o que grandes nomes da educação (e não só da educação) pensam.

Neste sentido, a fim de estabelecermos uma política de utilização da rede, pautada em princípios éticos, considera-se necessária a conscientização das diversas esferas da sociedade na realização de uma exploração balizada nesses princípios.

Neste curso, temos uma abordagem diferenciada das questões acima expostas, pois, tem como objetivo principal:

"Apresentar ao cursista, funcionário de escola, noções elementares de tecnologia da informação e de ferramentas para uso de microcomputador, capacitando-o para editar textos e utilizar os recursos da internet. Espera-se possibilitar ao cursista elementos básicos para saber utilizar o computador como ferramenta auxiliar no seu trabalho. (NASCIMENTO, 2006, p. 5)"

Entretanto, optei, em um primeiro momento, por fazer apenas um pequeno exercício de reflexão, no sentido da forma de utilização dos materiais disponibilizados na web, por considerar de extrema importância, especialmente em se tratando da formação de profissionais da educação.

No que concerne, então, aos conteúdos apreendidos durante o módulo 7, de informática básica, considero-os muito relevantes à prática do funcionário de escola. São conteúdos do cotidiano escolar e, por isso, auxiliam sobremaneira no desenvolvimento do trabalho, bem como em um melhor desempenho das funções dos mais variados seguimentos desse ambiente. Vale salientar que, com uma melhor compreensão dos princípios fundamentais da informática, ou seja, seus conteúdos básicos, pelo funcionário da escola, a agilidade na elaboração dos documentos e um atendimento mais eficaz são conseqüências.

Além dos conceitos fundamentais envolvidos na temática da informatização, tais como: as descobertas e criações do homem em sua relação com a natureza; a questão da industrialização, ao menos em nível de Brasil; as questões relativas às tecnologias da informação; e ainda, a questão do acesso às tecnologias e ao mercado de trabalho, outros conteúdos que dizem respeito à aplicabilidade, não de menor importância, pode-se destacar no estudo do referido módulo: a importância de conhecer o computador entendendo-o como uma máquina e verificar o funcionamento de seus componentes; o aprofundamento quanto ao sistema operacional Linux; a apropriação de “partes” do sistema operacional Linux, tais como a área de trabalho, o editor de textos BrOffice, elaboração de planilhas no Calc, os ícones, barra de tarefas, personalização e demais configurações da área de trabalho (fundo de tela, plano de fundo e protetor de tela, por exemplo); conhecimentos acerca do sistema operacional Windows XP; editor de textos Word XP; navegador do Internet Explorer e Mozilla Ferefox; entre outros.

Para finalizar, foi um módulo muito interessante, especialmente porque não ficamos “presos” aos conteúdos do livro 7, componente da formação técnica. O que considerei muito rico neste módulo foram especialmente as trocas de experiências, tanto com a tutora quanto entre os alunos. Nossa turma tem o privilégio de ter, em seu meio, funcionários que transcendem os conhecimentos básicos expostos no material utilizado, que é de excelente qualidade. Essas pessoas levaram como contribuição muitas ferramentas que, além de facilitarem nosso trabalho, tornou-o muito mais atrativo e prazeroso. Aprendemos, por exemplo, a fazer download de vídeos da web, como utilizar programas para edição de pequenos filmes, como converter vídeos, slides ou imagens para utilizarmos na TV pen-drive, além de algumas técnicas que tornam o trabalho mais ágil e, conseqüentemente, mais produtivo.

Não poderia deixar de citar o processo de troca de professores que passamos, pois, em minha formação de pedagoga, sei o quanto esses fatores podem interferir no processo de ensino-aprendizagem. Nossa professora foi afastada para a realização de uma grande conquista em sua vida, e, tenho certeza, todos nós estamos torcendo muito por ela.

Referências:

GOODMAN, Paul 5. et aL Technology and organizations. San Francisco, Jossey Bass, 1990. 281 p.

GONÇALVES, José Ernesto Lima. Os impactos das novas tecnologias nas empresas prestadoras de serviços. São Paulo, RAE, v. 34, n. 1, p. 663-681, jan/fev. 1994.

NASCIMENTO, João Kergianaldo Firmino do. Informática básica. Brasília: UNB, Centro de Educação a Distância, 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário